Permita-se por um momento sonhar.

Lá estava ela de novo, na floresta. Fazendo trilha como sempre. Ah, como ela adorava fazer trilha, mas isso não era o principal motivo de ela estar ali. Rosie queria perder-se novamente em seus devaneios, queria ir mais fundo em sua imaginação. Distanciou-se novamente da trilha, indo ao local desejado. Feche os olhos e abra a mente Rosie - disse á si mesma. E então, como um passe de magica, tudo mudou. A grama se tornou mais verde, o céu mais azul, as montanhas se elevaram e os rouxinóis começaram a cantar, juntamente com as cotovias. As árvores pareciam sorrir e as nuvens formavam desenhos magnificos. Rosie estava deslumbrada. Ia andando e adentrando em seu inconsciente, que cada vez parecia mais lindo. Mas não era exatamente isto que ela queria ver. Foi até o rio, que outrora visitara, e olhou dentro dele, cujas pedras eram coloridas. Esperava ver aquele... garoto? Ou seria um homem já? Enfim, queria vê-lo. Olhava para baixo e nada. Ficou varios minutos ali, olhando e comtemplando o rio, e apesar de querer mais que tudo vê-lo, ele não aparecia. Já havia perdido as esperanças, levantou-se então e começou ir em outra direção, parecia que nem tudo era sua mente que controlava. Quando deu um passo na direção oposta, ouviu um barulho vindo do lago, Rosie então, virou-se repentinamente. E ali estava ele. Lindo. Rosie se aproximou de vagar.
 - Oi - disse ela timidamente
 - Olá - disse ele sorrindo
 - Quem é você?
 - Meu nome é Alex, e você é a Rosie certo?
 - Sim, como... como você sabe?
 - Você me criou, e tudo mais que está aqui. Somos parte de sua imaginação, alguns contralavéis e outros não.
 - Como você, certo?
 - Sim.
 - Mas como isso é possivel? - perguntou Rosie confusa
 - Cada coisa no seu tempo Rosie. Por ora você só deve saber isso e não se preocupe, você irá desvendar as coisas pouco a pouco. Sua mente pode ser surpreendente e ter mais coisas do que você julga possivel, você só tem que abrir as portas.
 - E você vai me ajudar?
 - Um pouco, mas você irá ter que fazer as coisas por seus própios pés.
 Rosie estava confusa e excitada ao mesmo tempo. Não sabia ao certo quem era aquele cara, só sabia que vinha de sua mente e estava louca para descobrir os misterios de sua mente. Ela suspirou.
 - Você pode sair da água? - perguntou ela curiosa
 - Posso, mas não hoje - disse ele vendo que ela iria pedir para ele sair da água. - Talvez outro dia.
 - Ok - disse ela.
 - Você tem que ir Rosie, está ficando tarde e o tempo aqui é diferente do de seu mundo.
 - Ok, amanhã eu volto.
 - É só abrir a a mente - disse ele mergulhando novamente.
Ela então fechou os olhos e lutando contra sua vontade de ficar ali, saiu de sua mente. Quando abriu os olhos, estava novamente na frente do lago sem vida. Rosie estava pesando ainda no que havia escutado. Ela estava maravilhada. Começou a ir para casa novamente. Pensando Sua mente pode ter mais coisas do que você pode imaginar, ela é complexa e simples ao mesmo tempo. É só se permitir por um momento sonhar.

3 comentários

  1. Que lindo aqui *--*
    eu super adorei

    estou seguindo..
    retribui??

    beijos
    http://momentosdapathy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. A vida é bem mais legal na nossa mente.

    ResponderExcluir
  3. Ameeei.... os textos daqui são de sua autoria flor? Porque são linbdos, lindos e mais lindos! AMEEEI... bjs Já estou seguindo faz um tempo!

    ResponderExcluir