Amor


Amar é se doar para alguém, lhe entregando seu coração e confiar que a pessoa irá cuidar sem despedaça-lo. Estar apaixonado é ir dormir pensando na pessoa e acordar com a certeza de que tem alguém para chamar de “meu”. Os humanos não foram feitos para ficarem sozinhos, todos precisam se sentir completos mesmo quando se sentem bem pela metade. Mais uma vez tudo isso parece clichê, mas cite algo que não seja clichê quando o assunto é amor? O amor é quase que banal, é arte e é simples, mas nem todos são artistas e complicado chega a ser nosso nome do meio. “Nós só aceitamos o amor que achamos merecer” – As vantagens de ser Invisível.

Sentir


Eu estava a poucos centímetros dele, ansiava por seu toque quente e familiar. Queria me perder em seus braços e esquecer por alguns minutos as preocupações mundanas. Quando estamos com alguém, os problemas não somem, mas fica mais fácil de suportar tudo, fica mais fácil achar uma solução viável. Quando estamos sozinhos aprendemos a suportar tudo em nossos pés fracos e a sorrir pela vitória de não ter desabado naquele dia. E ali naquele momento, eu queria poder olhar nos olhos dele e chama-lo de meu, mesmo sabendo que não me pertencia mais. Queria fazer-lhe carinho, mesmo sabendo que ele não merecia. Queria sorrir de forma sincera e feliz e vê-lo fazer o mesmo. Queria num minuto o que já tinha deixado de sentir há dias.

Prioridade


Olhei-o pelo canto do olho, eu sabia que tudo seria diferente agora, mesmo sabendo que no fundo não era isso que eu aspirava. Era impossível não te olhar, perceber suas velhas manias, ver você agir indiferente a todos ali. Mais uma vez a poucos passos de mim com uma distancia sendo infinita. O desejo de me aproximar de você era maior do que tudo que sentia no momento, mas a razão e o senso é o que prevalece agora. Voltar ao passado e reviver tudo está fora de questão, sorrir é prioridade agora e você meu bem? Nem na lista de prioridades entra, mesmo sabendo que um dia esteve no topo dela.

Cicatriz


E eu poderia fazer juras de amor ao vento, quem sabe ele levasse-as até você. Quem sabe elas se perdessem na brisa suave do verão. A palavra amar é muito forte, mas jamais senti algo fraco quando o assunto era você. Queria você aqui me abraçando, sussurrando palavras doces enquanto ouviríamos a chuva cair lá fora. Saudade talvez não seja o termo certo, foram muitas promessas vazias esquecidas na escuridão da noite, mas agora me recuso voltar ao passado, fantasmas e cicatrizes não devem ser remexidos.

Questão



E transformar-me-ei em palavras, sentimentos irão para meus pés e a música traduzirá o que sinto. Qualquer forma de tentar demonstrar que não se importa, é se importar. Qualquer forma de tentar esquecer é lembrar. Ao mesmo que meu corpo aspira por ti, minha mente diz que não, e desta vez resolvi dar voz a razão. Menos amor e mais bom senso, não é? Seguirei meus novos princípios e acatarei as consequências que de minhas decisões vier, pois bom senso só terei nas roupas e no coração, o resto que há de esperar, pois agora só quero curtição. Esquecer do mundo por uns tempos, me jogar de cabeça naquilo que parece perfeito e não sei porque isso está rimando. Bem, com as consequências vou lidar depois, me machucar de novo ficou fora de questão.