Esfriando


A cada dia sinto que estamos mudando nossas direções, eu indo para um lado, e você para outro. Pare, senta aqui e vamos conversar. Quero que toda nossa parafernália acabe, quero não poder brigar todos os dias. Quero que nosso orgulho diminua, que possamos sorrir todos os dias, ou chorar de alegria e se amar no colchão. Quero que fiquemos bem e com paciência sei que vamos ficar. Amor, o café está quente na mesa, não o deixe esfriar.

Raphaela Barreto 

Um comentário

  1. Que bom que você gostou do meu poema Mude, publicado aqui: http://sonhosdeumamadrugadadeinverno.blogspot.com.br/2013/11/mude.html

    Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
    Que, aliás, não é de Rapha Barreto...

    Se puder, veja o poema todo, assim como o vídeo e o livro Mude, publicado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra, e à venda nas maiores livrarias.

    Mais detalhes em http://Mude.blogspot.com

    Abraços,

    ResponderExcluir