Meu errado


E ao mesmo tempo em que ele me ganha, ele me perde. Um passo em minha direção e dois para trás e um impasse se forma. Quero distância, mas o quero também. Quero me libertar das dúvidas, mas desejo os lábios e o abraço dele. Uma briga interna se forma, sei que é clichê, mas é o cérebro contra o coração. A voz da razão contra a da paixão. E qual lado escolher? Pergunto-me todo dia isso, mas as barreiras criadas sempre caem ao vê-lo. Eu me derreto, eu me entrego. Gravo-o em mim. E me apaixono sempre um pouquinho mais pelo meu errado. Meu errado que por entrelinhas se torna certo e que não vai ouvir a razão.

Um comentário

  1. _E ao mesmo tempo em que ele me ganha, ele me perde...Uauu q mimo, adorei este delírio poético tão ligado com a realidade da vida em alguns momentos, pra vc minha linda bjos, bjos e bjossssssssssssss

    ResponderExcluir